Parteira Domiciliar


Dar à luz em casa pode oferecer muitos benefícios para a mãe e bebê, propicia um ambiente familiar e acolhedor, e contribui para que o processo aconteça naturalmente. As evidências científicas têm mostrado que o parto domiciliar planejado e assistido por parteiras qualificadas é uma alternativa segura na gravidez de baixo risco. Faz parte também do atendimento ao parto no domicílio o 
acompanhamento da mulher e do recém nascido nos primeiros dias de vida até o estabelecimento da amamentação.

Profissionais

Beatriz Kesselring

Enfermeira obstetra, mestre em obstetrícia pela Universidade de São Paulo. Especialista em Terapia Craniossacral pelo Instituto Upledger e em Florais de Bach, pelo Healing Herbs Brasil. Na Casa Curumim, oferece atendimentos em terapia craniossacral para adultos, crianças e bebês; Florais de Bach; aleitamento materno (inclusive domiciliares); ministra cursos de preparação para o parto e coordena grupos de gestantes e de pós-parto. Mãe de quatro filhas, gosta de fazer viagens de aventura e contato com a natureza, junto à família e amigos.

 
 
 
 
 
 
Natalia Rea Monteiro

Depois do parto e nascimento da sua filha Helena em 2005, se tornou doula e passou a dirigir filmes com a temática do parto humanizado e amamentação (“Amamentação à luz da primeira hora”, “Amamentação: as muitas formas de apoio à mulher”, “IHAC- Os dez passos que fazem a diferença”, entre outros). Em 2008 ingressou na Faculdade de Obstetrícia da USP, estagiou no Centro de Parto Normal do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros. Formada obstetriz em 2012, atua acompanhando pré-natal, pós-parto e partos, tanto hospitalares e quanto domiciliares. Ativista da REHUNA (Rede de Humanização do Parto e Nascimento) e da IBFAN (Rede Internacional pelo Direito de Amamentar), valoriza a atualização através de pesquisas e participação nos congressos.

 
 

Priscila Raspantini

Formada em Obstetrícia pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP) em 2009, Priscila concluiu o mestrado e atualmente cursa o doutorado pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Sonhava em trabalhar com “partos humanizados” desde a faculdade, mas foi depois de parir Laura em sua casa que o sonho tornou-se um objetivo. Ao final da licença maternidade, dedicou-se a essa atuação e passou a ajudar outras mulheres nesse processo, oferecendo o mesmo cuidado que recebeu. Atualmente, integra a diretoria da ONG Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, atua na assistência à gestação, parto e puerpério no grupo Parteiras La Mare e no ambulatório do Coletivo Feminista. Desde abril de 2015, integra o quadro de sócios da Casa Moara, trabalhando em atendimentos de partos hospitalares e domiciliares em parceria com os profissionais da Casa.

 
Visiane Batista

Se formou na FMU como Enfermeira, concluiu especialização em Obstetrícia pelo Einstein. Foi voluntária na Maternidade Amparo Maternal, trabalhou no Hospital Universitário  da UNIFESP.  Está sempre participando de Congressos, como o Simpósio Internacional de Assistência ao Parto, o COBEON, entre outros. Formou-se em Educadora Perinatal e Consultora em Aleitamento Materno pelo GAMA. Fez Curso de Doula de imersão no Revelando Doulas. Atende Pré-Natal, Parto Domiciliar e Hospitalar e Puerpério incluindo aconselhamento em aleitamento materno em consultório e domiciliar.  É mãe da Marcela, nascida de Parto Normal. Adora viajar, entrar em contato com a natureza, estar com a família e amigos.